quinta-feira, 5 de abril de 2012

VÍRUS H1N1, MAIS CONHECIDO COMO GRIPE SUÍNA, FAZ PRIMEIRA VÍTIMA EM MONSENHOR TABOSA


A Secretária de Saúde de Monsenhor Tabosa, confirmou na tarde desta quarta-feira (4), um óbito no município por H1N1, popularmente conhecida como gripe suína. A vítima foi uma mulher de 30 anos, identificada como EFC, que faleceu no ultimo dia 30 de março, (sexta), em Crateús.

A mulher residia no Bairro Lagoa Seca - zona urbana de Monsenhor Tabosa, era casada e dei
xa órfãos 4 filhos, duas garotas e dois garotos, a mais velha com 12 anos e o mais novo com apenas 5 anos de idade.

E.F.C. começou a se sentir mal na segunda-feira (26), na quarta (28) foi ao Hospital e Maternidade Francisquinha Farias Leitão, onde foi atendida, medicada e mandada para casa, sem melhora, com bastante tosse e cansaço, voltou ao hospital no dia seguinte, novamente foi atendida e internada. A suspeita é que a paciente estaria com pneumonia aguda. Mesmo com a medicação, ela continuava com tosse frequente, com secreção e bastante sangue ao escarrar, motivo que levou os profissionais de saúde providenciar a transferência da mesma para o Hospital São Lucas, na cidade de Crateús.

De acordo com Ademária Temóteo Rosa, enfermeira/coordenadora da atenção Básica no município de Monsenhor Tabosa, o laudo sobre a causa/morte foi expedido pelo Sistema de Verificação de Óbito (SVO) em Fortaleza. Até então suspeitava-se que poderia ser realmente pneumonia aguda, ou dengue, mais estávamos aguardando o aludo definitivo pela SVO que saiu hoje, disse Ademária.

O secretário de Saúde do município Antonio Jair Pires Souto, informou ao Página Aberta que não há motivo para pânico, os levantamentos iniciais apontam que a mulher teria contraído a doença em contato com pessoas fora do município de Monsenhor Tabosa, isso está sendo investigado pelos técnicos da Secretaria de Saúde, disse. Outras medidas necessárias serão adotadas, como: orientação aos funcionários do hospital, que estão sob alerta ao atender pacientes com sintomas de gripe, bem como providenciar junto à 15ª Micro Regional de Saúde, a medicação (tamiflu) para a unidade hospitalar do município em caso de necessidade.

Assim que tomou conhecimento sobre a causa do óbito, a coordenadora Ademária, foi pessoalmente até a residência da família, informar o caso e ao mesmo tempo orientar a sobre os cuidados necessários que devem ter todos aqueles que tiveram contato direto com a vítima.

Segundo Ademária, todos os membros da família se encontram com gripe, mais isso não significa que estejam com H1N1, apenas uma cunhada de E.F.C., de 28 anos, requer atenção mais especial nesse momento, ela se encontra com fortes sintomas de gripe, a mesma já está sendo acompanhada por profissionais de saúde, os demais membros da família também serão monitorados.

Familiares receberam com muita surpresa a notícia, eles confirmaram que E.F.C. havia estado no distrito de Vidéo (Catunda) no fim de semana anterior aos sintomas, onde tinha familiares. Inclusive o corpo da mesma foi sepultado em Vidéo, na manhã de domingo dia (1).

Ainda abalados com a perda e com a notícia sobre a cauda da morte, o sogro da vítima, disse que os familiares vão seguir todas as instruções repassadas pelos técnicos de saúde.

Ademária ressalta os cuidados básicos que todos devem ter com relação à doença (H1N1), que é evitar lugares com muita aglomeração de pessoas e sempre lavando bem as mãos com água e sabão.


Dorismar Rodrigues

Um comentário:

Anônimo disse...

Vamos ver , se agora a saúde das pessoas é tratada com mais cuidado,pois, até a pior doença do mundo pode chegar numa cidadezinha tão distante .
Para as pessoas que lerão isso, o cuidado começa antes mesmo de acontecer uma morte ,comece a prestar atenção , porque os sintomas de uma gripe é mais amena , comparada a da gripe suína .
Sinto pela perda , e muito , pois era minha tia e deixou 4 filhos .